quarta-feira, 20 de junho de 2018

Separar crianças dos seus pais - o último grito da Administração Trump

Donald Trump prometeu lutar contra a imigração ilegal e está a fazê-lo da pior forma possível e imaginável, separando crianças imigrantes dos seus pais.
Para tornar tudo ainda mais surreal - para além do facto de se tratar de um país construído por imigrantes e cujas populações autóctones ou foram dizimadas ou entregues à doença, ao jogo e ao álcool - é a forma desumana como se faz essa separação. 
Assim, o mundo vê imagens de crianças enjauladas a chorarem pelos pais; assim o mundo ouve uma gravação feita nos EUA onde se escutam as vozes de crianças a chorarem pelos pais - as gravações foram efectuadas nos centros de detenção, muitos dos quais armazéns, onde estão engaioladas estas crianças.
De resto, estima-se mais de 2 mil crianças imigrantes já foram separadas das suas famílias, tudo bem enquadrado na luta contra imigração sobretudo na zona de fronteira com o México.
Tudo isto se está a passar na América onde um néscio de cabelo amarelo e de má índole comporta-se como uma criança rica e mimada. As outras, as verdadeiras e as mais frágeis, sofrem as consequências deste misto de populismo pueril e ignomínia.

Sem comentários: