sexta-feira, 15 de junho de 2018

A condenação da ONU

A resolução aprovada pela Assembleia Geral da ONU condenando com particular veemência a conduta de Israel que visou o povo palestiniano veio deixar Israel e Estados Unidos completamente isolados.
O mundo já tinha condenado a violência exercida pelo Estado israelita, sobretudo depois da decisão dos EUA de transferirem a embaixada americana para Jerusalém.
A comunidade internacional veio assim, através desta resolução da ONU, confirmar e consolidar a forte censura à violação dos direitos humanos perpetrada por Israel e com o beneplácito dos EUA. Mais concretamente, é salientado o uso excessivo de força contra civis palestinianos e é ainda solicitada a criação de um "mecanismo internacional de protecção dos territórios palestinianos". E nem uma palavra com o intuito de condenar o Hamas.
A política de Trump para a região acaba assim perfeitamente isolada, rodeada apenas de críticas que ecoam por todo o mundo. Críticas que pouca ou nenhuma diferença fazem a uma figura que combina uma forte dose de megalomania com inépcia.

Sem comentários: