quinta-feira, 3 de maio de 2018

Um par de cornos

Quando pensávamos que aqueles dois palitos - ou cornos - feitos por Manuel Pinho havia sido um deslize de mau-gosto, afinal era um gesto dirigido a todos os portugueses. É uma nova forma de interpretar um gesto feito por alguém que era simultaneamente ministro e avençado do Banco Espírito Santo. Recebeu quase 800 mil euros de Ricardo Salgado enquanto ministro da Economia, em contexto de relações promiscuas com a EDP e na mudança feita pelo próprio das regras dos custos de manutenção do equilíbrio contratual.
O silêncio impera, como de resto é habitual nestes casos. Mas na verdade de que adiantou a Manuel Pinho distorcer a prestação de serviço público no desempenho das funções de ministro? Ficará na memória dos portugueses quer pelo gesto dos ditos cornos e ficará na história como o ministro que recebeu perto de 800 mil euros enquanto ministro da Economia das mãos de Ricardo Salgado. Orgulho.

Sem comentários: