segunda-feira, 6 de março de 2017

Mais conversas com os russos

Mais conversas com os russos é sinónimo de mais problemas para a nova Administração Trump. Agora é a vez do Procurador-Geral, Jeff Sessions, ter sido apanhado em conversas com o embaixador russo, com a agravante de ter sido apanhado a mentir sob juramento.
Jeff Sessions tinha sido ouvido para a confirmação do cargo de Procurador-Geral e por essa ocasião havia sido questionado sobre as alegadas conversas entre membros da campanha de Trump e membros dos serviços secretos russos. Foi precisamente nesse contexto que Sessions, sob juramento, garantiu desconhecer as referidas conversas, acrescentando que ele próprio jamais havia tido contactos com os russos. Mentira.
Mesmo depois de ter sido apanhado na mentira, Sessions ainda procurou defender-se com a seguinte frase: "falo com muita gente".
E agora Republicanos?
Depois de Mike Flynn, conselheiro sénior para a segurança nacional, ter sido apanhado nas mesmas mentiras, que incluíram o próprio vice-Presidente Mike Pence, agora é a vez de uma das mais altas figuras ligada a Trump ter sido apanhado na mentira e logo com russos.
E agora Republicanos? Com eleições intercalares a menos de dois anos? Será que os Republicanos estão dispostos a arriscar os seus lugares por um Presidente que, para além de medíocre, não se livra da sombra dos russos? Será que estão dispostos a ficarem associados a acontecimentos tão suspeitos, sobretudo quando os russos, durante décadas, têm sido vistos como inimigos primordiais, particularmente aos olhos dos Republicanos, mas também aos olhos da opinião pública americana? Será que estão dispostos a arriscar por um Presidente que acusa o seu antecessor de o ter escutado, sem sequer compreender as implicações dessa acusação?

Sem comentários: