quarta-feira, 3 de agosto de 2016

O Diabo anda por aí, ainda

Desenganem-se aqueles que consideram que o Diabo, conceito medieval, havia morrido há séculos. Aparentemente ele continua bem vivo, não no imaginário colectivo, mas na imaginação de algumas criaturas que pululam pelo mundo da política.
Primeiro foi Passos Coelho que, à imagem de um qualquer profeta da desgraça de trazer por casa, anunciou que o Diabo chegaria em Setembro. Porventura algumas crianças, recordando precisamente que o mês de Setembro é o mês de regresso às aulas e altura de rever aquele professor(a) de que ninguém gosta, acabem por dar razão a Passos Coelho - o Diabo chega mesmo em Setembro.
Agora foi a vez de Donald Trump considerar que Bernie Sanders, ao aliar-se a Hillary Clinton, fez "um pacto com o Diabo". Bernie Sanders, por inerência, seria uma espécie de Fausto e Hillary como Mefistófeles, o Diabo, isto se Trump tivesse lido o "Fausto".
Confesso que há tempos que ando em pulgas para fazer uma qualquer analogia entre o inefável Trump e o anterior primeiro-ministro português. Hoje foi um dia bom.

Paralelamente, importa lembrar que a última sondagem da CBS dá Hillary Clinton 7 pontos percentuais à frente de Donald Trump. Hoje foi um dia bom.

Sem comentários: