terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Explicações sobre o Banif

Banif, mais um buraco, mais uma trapalhada, mais um banco a ir directamente ao bolso dos cidadãos. O que aconteceu ao Banif merece obviamente explicações, a começar pela explicações da ex-ministra das Finanças, Maria Luís Albuquerque, que recebeu uma proposta de Bruxelas, optando por assobiar para o lado. A questão é que proposta da Comissão Europeia poderia permitir a recuperação do dinheiro do Estado entretanto injectado no banco e seria naturalmente menos onerosa para os contribuintes.
Com particular veemência, a Comissária Europeia chegou ao ponto de pedir ao Governo português que apresentasse um plano de reestruturação, até Março de 2015, sob pena de abrir uma investigação "aprofundada" ao Banif.
Estou longe de saber se o actual Governo fez tudo que podia ser feito para lesar o menos possível os contribuintes, mas parece-me cada vez mais evidente que o anterior Governo podia ter feito muitos mais para resolver o problema. Resta agora saber por que razão não o fez? Terá sido para não manchar a saída limpa? Terá sido por se tratar de ano de eleições legislativas?
Não deixa de ser curioso verificar que o mesmo Governo que norteou a sua acção política com base num respeito cego pelas instituições europeias, tenha sido tão rebelde relativamente a essas mesmas instituições no que diz respeito ao caso Banif.

Aguardam-se explicações da ex-ministra das Finanças. Uma coisa é desde já certa: a saída foi tudo menos limpa.

Sem comentários: