sexta-feira, 6 de novembro de 2015

Santa paciência

Influenciada pelo espírito beato do novo ministro da Administração Interna - o mesmo que atestou a idoneidade de Ricardo Salgado - e depois de saber que o Dono Disto Tudo verá a sua pensão triplicar, para uns míseros 90 mil euros, só me ocorre dizer: santa paciência.
Geralmente, associo mais estas peripécias de um país campeão das desigualdades à obscenidade no sentido pornográfico, barato e vulgar do termo, mas depois de ouvir o ministro da Administração interna, sinto-me inspirada, quiçá inspirada por Deus. O ministro da Administração Interna tem razão: Deus nem sempre é nosso amigo e não será seguramente amigo dos Lesados do BES e de todos os outros lesados - os portugueses. Mas Deus é amigo de Salgado. De resto, esta deve ser uma amizade profunda: pelo menos tem perdoado Salgado pelos seus pecados. Talvez seja tudo responsabilidade do Espírito Santo. Talvez Calvão Silva, o tal ministro da Administração Interna nos possa ajudar a compreender esta obscenidade. Seja como for, haja santa paciência.

Sem comentários: