segunda-feira, 6 de julho de 2015

O oxi venceu

Para surpresa de muitos, o não (oxi) venceu e com uma margem significativa. O povo grego tem ainda um longo e árduo caminho pela frente, porém vai fazer esse mesmo caminho com a sua dignidade restaurada.
As instituições europeias e a esmagadora maioria das lideranças dos Estados-membros de países que compõem a Zona Euro mostraram estar-se as tintas para a democracia e não vão desarmar, sobretudo agora que o Syrisa vê a sua legitimidade reforçada. A ideia de que a Grécia já nem faz parte da Zona Euro vai fazendo também o seu caminho. Como? Empurrando o país para essa eventualidade, tendo em consideração que os tratados não contemplam essa possibilidade.
Por cá, a mesquinhez das nossas lideranças, aliada a uma subserviência confrangedora afunda-nos na miséria enquanto nos rouba a dignidade. Para estes, a vitória do oxi merecerá os comentários mais abjectos – os mesmos que são proferidos pelos comentadores do costume que vão procurando “fazer opinião”.
A Grécia deu indubitavelmente uma lição de democracia; as lideranças europeias de irresponsabilidade e os nossos lideres de mesquinhez.

Por cá não temos soluções, futuro ou sequer dignidade. E os gregos é que são os maus da fita.

Sem comentários: