sexta-feira, 20 de março de 2015

Elas estão de volta

A Parcerias Público-Privadas nunca desapareceram verdadeiramente, até porque fazem parte dos negócios mais apetecíveis para a banca e para outros sectores. Porém, Passos Coelho prometeu acabar com elas. Mas, como de resto tem sido apanágio deste governo, o que parece nem sempre é. Assim sendo, as PPP estão de regresso.
Segundo o Jornal de Negócios, o Governo prepara-se para lançar novas Parcerias Público-Privadas no valor de quase 14 mil milhões de euros. A lista preliminar já terá sido enviada para Bruxelas no âmbito do Plano Juncker.
Pouco interessa discutir o impacto ruinoso que as PPP têm na economia portuguesa, contribuindo para o endividamento do país. Essa problemática, à semelhança de tantas outras, não merecerá qualquer discussão. 

A escassos meses de eleições legislativas, assistimos novamente à fúria de fechar negócios - privatizações e agora as famigeradas PPP. Não vá o diabo tecê-las, e como se costuma dizer: não deixes para amanhã o que podes fazer hoje.

Sem comentários: