terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

Alergia ao Syrisa

Existe inquestionavelmente uma alergia ao Syrisa, partido vencedor das últimas eleições legislativas gregas. De resto, tornou-se evidente que estamos perante um fenómeno preocupante: PSD e CDS, comentadores e até jornalistas parece serem particularmente afectados pela alergia ao partido "radical" ou como alguns erroneamente gostam de afirmar "partido de extrema-esquerda".
Talvez seja cedo para se falar num surto, mas o facto é que muitos padecem da referida alergia. Para já e, em bom do rigor, utilizaremos apenas o termo “alergia”. Os sintomas são conhecidos: irritação, propensão para mentir, mania da perseguição e outros delírios. Não há cura conhecida, nem mesmo um olhar mais atento para a triste realidade daqueles países que foram fustigados pelas políticas de austeridade. Quem padece desta maleita quer dizer: tenham medo do Syrisa e de Alexis Tsipras e de Varoufakis porque eles vão deitar por terra tudo o que conquistámos - o empobrecimento, o número elevado real de desempregados, o enfraquecimento do Estado Social, a desvalorização salarial, o aumento da precariedade e da pobreza, a venda de empresas do Estado, uma dívida impagável, e, claro está, os benefícios da casta dominante.

Não se conhecem os efeitos a longo prazo desta alergia ao Syrisa, até porque se trata de um fenómeno novo, porém cresce o número daqueles que estão a sucumbir à doença.

Sem comentários: