segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Tenham medo, tenham muito medo

A ascensão do partido político espanhol Podemos tem como consequência imediata a propagação do medo, em particular agora que o Podemos tem uma possibilidade real de chegar ao poder.
Há muito a temer neste jovem partido alternativo, desde logo o ataque às oligarquias financeiras e a reestruturação da dívida pública e privada.
Assim, os mercados não escondem o seu nervosismo perante a ascensão de um partido que foge em absoluto ao seu controlo. O Podemos é um elemento “desestabilizador” e é necessário combatê-lo da única forma possível: através do medo e de tudo o que alimenta o medo – ignorância, ideias pré-concebidas, etc.
A comunicação social tradicional terá o papel de passar a ideia de que este é um partido “perigoso para a democracia, para a liberdade e para própria liberdade de impressa” - palavras do PP partido do Governo de Rajoy.
Tenham medo, tenham muito medo de todos aqueles que ousam desafiar os poderes instalados apostados em destruir vidas e enfraquecer as democracias.

Sem comentários: