terça-feira, 22 de julho de 2014

Aliança à esquerda

A Associação Fórum Manifesto propõe uma “plataforma política disposta a participar na governação”. Dito por outras palavras, Ana Drago e Daniel Oliveira mostram-se dispostos a encetar uma aproximação ao PS. Segundo os intervenientes, a urgência dos tempos assim o exige.
Recorde-se que Ana Drago constitui a mais recente baixa no Bloco de Esquerda e que Daniel Oliveira já se tinha afastado do partido faz algum tempo. Agora pugnam pela “construção de um programa que impeça o desmantelamento do Estado Social e uma plataforma política disposta a participar na governação”.
Procura-se assim uma plataforma de entendimentos que incluia naturalmente o Partido Socialista. Percebe-se a intenção: exequibilidade. Com efeito, e na perspectiva de quem propõe uma plataforma que é como quem diz uma aliança à esquerda, uma mudança só será possível numa esquerda onde caiba simultaneamente o entendimento e a governação. A ideia faz sentido. 
Todavia, não estou assim tão certa que para os lados do Largo do Rato esse entendimento que Ana Drago e Daniel Oliveira advogam seja sequer remotamente almejado. Desde logo, importa que o PS se defina, no contexto da actual liderança ou no contexto de uma nova liderança; e depois, resta saber se o PS – ideologicamente desvirtuado – não sucumbirá à tentação de se aliar ao PSD, sem Passos Coelho, mas ainda assim ao PSD.

Sem comentários: