segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Bode expiatórios

Os imigrantes voltam a ser o bode expiatório da Europa, se é que alguma vez deixaram de o ser. Agora é a vez da Suíça, um país aparentemente longe de tudo, mas que contém em sim mesmo uma boa parte da Europa. E agora ainda mais longe da Europa.
Ganhou o sim contra "contra a emigração em massa", colocando também em causa a imigração oriunda do espaço comunitário. Aguarda-se uma reacção de Bruxelas. A taxa de participação foi considerável.
Toda a Europa, mesmo aqueles que estão fora do espaço da União Europeia, deixou de constituir um espaço de bem-estar e até de alguma inclusão. Os países, dentro e fora da UE, fecham-se sobre si próprios, procurando bodes expiatórios que expliquem os seus falhanços e o falhanço abissal do capitalismo na sua forma financeira. A culpa, dizem ou insinuam, é dos imigrantes. A História insiste em repetir-se
.

Sem comentários: