sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Empobrecimento e mentira

Não obstante o desastre nas eleições autárquicas, o Governo mantém o rumo do empobrecimento.
Ontem o país pode assistir a um exercício de cinismo protagonizado por Paulo Portas e pela senhora mais conhecida pelas Swaps, Maria Luís Albuquerque. Apregoou-se que o rumo é o certo e que já avistamos uma conclusão; a TSU para pensionistas não avança, mas avançam cortes de 10 por cento nas pensões da CGA; as medidas extraordinárias, deixaram de o ser; a desvalorização salarial de funcionários públicos acentuar-se-á no próximo ano. Em suma, a austeridade mantém-se e, em muitos casos, acentua-se. Isto apenas foi o que se soube ontem. Veremos se não estarão algumas surpresas guardadas para o orçamento de Estado.
O empobrecimento acentuar-se-á. A pressão sobre o Tribunal Constitucional manter-se-á, agora com a novidade da própria Troika exercer essa mesma pressão.
Tal como a cenoura à frente do burro, acena-se com pretensas vitórias e com um regresso aos mercados. Se continuarmos a empobrecer não será necessário um segundo resgate. Se o Tribunal Constitucional se portar bem, não será necessário um segundo resgate. O empobrecimento continua e a mentira também.

Sem comentários: