quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Anormalidades

Cavaco Silva pediu que se controlem os excessos, que se olhe para a Irlanda cujo programa de ajustamento se aproxima do fim e que Portugal seja um país "normal" em que as legislaturas se completem, à semelhança do que se passa no resto da Europa. "Portugueses, evitem anormalidades" podia muito bem ser a solicitação do Presidente da República. Normalidade neste contexto é sinónimo de subserviência.

Nada de excitações, sejam normais, vejam  os estrangeiros que se portam tão bem. Mas paradoxalmente esqueçam imagens de Madrid, Barcelona, Roma, Atenas.

Quando olharem para a Irlanda, ignorem o facto deste país ter cortado na despesa, ao contrário do que nós fizemos; quando olharem para a Irlanda esqueçam a forma como este país negociou com a troika, longe da nossa subserviência.

Sejam normais, i.e. subservientes e passem bem, muito obrigado.

Sem comentários: