sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Desaparecido

O tribunal não consegue notificar Oliveira e Costa, o mesmo que com os amigos certos, cometeu crimes que lesaram o contribuinte português em mais de seis mil milhões de euros (há quem apresente números ainda superiores).
Oliveira e Costa é um dos principais responsáveis. As suas ligações políticas eram interessantes e os crimes só foram possíveis graças a essas mesmas ligações. Seria interessante saber o que o Presidente da República e o ministro dos Negócios Estrangeiros, só a título de exemplo, pensam deste "paradeiro desconhecido". Talvez eles tenham mais informações sobre o paradeiro de Oliveira e Costa. Suspeita-se que o senhor se tenha ausentado do país.
Parece anedota, mas não é. Quem não terá muita vontade de rir são os pensionistas que vêem as suas pensões emagrecer, os desempregados sem perspectivas de futuro, os trabalhadores que agonizam perante a precariedade e os baixos salários. Domingo também é dia para tentar mudar.
Finalmente, recomenda-se prudência no tratamento deste assunto. Afinal de contas, trata-se de uma pessoa de idade avançada que habitualmente deambula com os bolsos cheios, facto que pode provocar desequilíbrios e subsequentes quedas. Talvez Cabo Verde seja o destino mais indicado para Oliveira e Costa. Pelo menos se cair, existe a probabilidade da queda ocorrer numa das muitas praias das ilhas.

Nota: As notícias mais recentes dão conta que Oliveira e Costa já contactou o tribunal, mostrando-se disponível para depor. O seu advogado afirma que o seu cliente ficou indignado com notícia que dava conta da sua fuga. Indignado. Domingo também é dia.

Sem comentários: