segunda-feira, 20 de maio de 2013

Denunciar ou renegociar acordo com a troika

Confesso não ter propensão para comentar resultados de sondagens, mas o estudo da Eurosondagem para o Instituto Europeu da Faculdade de Direito de Lisboa merece um comentário.
A conclusão é clara: perto de 80 por cento dos inquiridos defende que "Portugal deveria renegociar profundamente com a Troika ou denunciar o memorando".
Os números são expressivos e, paradoxalmente, não se coadunam com outras sondagens que indicam intenções de votos. Ou seja, 41 ,5 por cento dos inquiridos defendem a denúncia do memorando, mas quando olhamos para sondagens sobre intenções de votos, percebemos que os partidos que defendem a denúncia do memorando estão longe de alcançar resultados tão expressivos.
Ainda assim, conclui-se que não há um apoio dos cidadãos ao memorando (s) que o Governo tão diligentemente pretende aplicar.
Por outro lado, a mesma sondagem indica que 47,8 por cento dos inquiridos mostra o seu desagrado com a assinatura do memorando.
Curiosamente, Lobo Xavier, proeminente membro do CDS, afirmou que o que levou à assinatura do memorando foram as pressões exercidas por PSD e por CDS e que a própria Alemanha não se mostrava interessada nessa solução. Grave, muito grave.

Sem comentários: