sexta-feira, 10 de maio de 2013

Cisma grisalho II


O ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luís Marques Guedes, afirmou ontem que as declarações do secretário de Estado da Administração Pública sobre a retroactividade da diminuição das pensões se insere "no plano das hipóteses".
Assim, voltamos ao "cisma grisalho" denunciado por Paulo Portas - no campo das hipóteses, mantém-se o "cisma grisalho".
Paralelamente ao "cisma" denunciado por Paulo Portas, coloca-se a questão da constitucionalidade da medida. Será que o Governo vai insistir na aplicação de políticas inconstitucionais? Se o fizer, sobram poucos adjectivos para além de "incompetente".
E o cisma de Portas? Esse cisma pode muito bem ser a gota de água; de facto, não se pode excluir a forte possibilidade de ser o tal "cisma" a deitar por terra a coligação. Pode ser que Paulo Portas, finalmente, acabe por apostar numa consonância entre o que diz e o que faz. Eleições, a quanto obrigas?

Sem comentários: