terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

Protestos


Os membros do Governo mostram dificuldades crescentes em fazer aparições públicas. O primeiro-ministro já perdeu a conta das vezes em que se deparou com um protesto. O ministro Relvas tem tido dias recheados de manifestações de desagrado, mas a que se verificou ontem num debate em Gaia permite-nos tirar uma miríade de ilações.
A primeira prende-se com os dotes musicais de Miguel Relvas. Já sabíamos muito sobre este ministro, mas desconhecíamos por completo a sua total incapacidade de cantar. Miguel Relvas canta manifestamente mal. Espera-se, no futuro, que o ministro não repita a experiência.
A segunda ilação a retirar do pequeno protesto de ontem - pequeno, mas que causou mais do que simples incómodos - é que muita gente anda com os nervos à flor da pele, a começar no moderador do debate.
Uma terceira ilação está intimamente relacionada com o descontentamento que se apoderou dos cidadãos. Já não há vontade para debates ou trocas de ideias. Muitos querem simplesmente a saída deste governo. As razões para este descontentamento são mais do que compreensíveis, embora se possa discutir as formas de protesto.
De qualquer modo, estão reunidas as condições para que no próximo dia 2 de Março, proezas de um passado recente se possam repetir.

Sem comentários: