sexta-feira, 18 de janeiro de 2013

A importância dos estudos

Os estudos ganham reforçada importância para o actual Governo se forem efectuados por instâncias internacionais. O provincianismo é patente no rosto de Moedas e afins que manifestam exultação perante as conclusões de estudos de uma instância internacional que vai ao encontro dos seus próprios desejos, os mesmos que lhes provocam acentuada excitação.
Como estes membros do Governo pensam que estão a falar para outros provincianos,  o facto de os autores dos estudos serem precisamente instâncias que não portuguesas, reforça a credibilidade e legitimidade dos mesmos estudos.
Paralelamente, os estudos "sugerem" medidas que culminarão num acentuado (ainda maior do que o actual) retrocesso social. O objectivo é claro: perante o Apocalipse, surge um diabo disfarçado de anjo dizendo que tudo fará para amenizar as ditas medidas impostas pelos estrangeiros. E como são estrangeiros - mais uma vez - devem ter razão. Só podem ter razão. São estrangeiros!
Tal como no episódio da TSU e noutros, o Governo substitui medidas gravosas por outras aparentemente menos gravosas.
É deste modo que o Governo vai fazendo o seu caminho de destruição de direitos dos trabalhadores e aniquilação do Estado Social.

Sem comentários: