segunda-feira, 12 de novembro de 2012

A visita


A tão badalada visita da chanceler Alemã Angela Merkel fica desde logo marcada pelo aparato sem precedentes. A capital não se livrou hoje de restrições inusitadas em nome da segurança de alguém que só é bem-vinda aos olhos de quem nos governa.
Paradoxalmente, a crise, sempre a crise, não se nota nos preparativos para a recepção da chanceler Alemã. Para se garantir uma segurança inexpugnável e o máximo de conforto não se olhou a despesas.
A visita é curta. Ainda bem. Angela Merkel também não precisa de mais para falar com os seus representantes do protectorado e para reforçar que quem manda é ela.
Felizmente para nós, Merkel só vai estar em Portugal umas meras seis horas. Infelizmente para nós, não podemos dizer o mesmo do Governo que se mantém em funções por tempo indeterminado.

Sem comentários: