terça-feira, 2 de outubro de 2012

Ignorantes

O mote foi dado pelo conselheiro do Governo, António Borges, o mesmo senhor que fez um brilharete noutras ocasiões, a título de exemplo veja-se a entrevista à BBC (http://www.youtube.com/watch?v=5WB2SHPHU54&feature=player_embedded). Segundo o conselheiro de Governo, envolvido activamente no processo de privatizações, os empresários (a vasta multiplicidade de empresários) que se mostraram contra as alterações à TSU são ignorantes e não passariam do primeiro do curso que o Professor António Borges lecciona.
Em resposta, alguns empresários já afirmaram que é o Professor o ignorante nestas matérias, e que o mesmo também não teria lugar em muitas empresas do nosso país.
António Borges é uma figura não eleita, mas com peso nas decisões do Governo, em particular no que diz respeito às privatizações. As palavras são, no mínimo infelizes, sublinhando que quem não está com António Borges é forçosamente ignorante. António Borges entornou novamente o caldo, num Governo que insiste em testar a paciência dos Portugueses até aos limites.
Por estes dias fala-se muito de ignorância, sem contudo se tocar noutros géneros de ignorância, aqueles que permitem que sejam os responsáveis pela crise a prescrever receitas para a mesmo crise. Desta matéria, o Professor António Borges saberá muito.

Sem comentários: