segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Cerco ao Parlamento


Está marcado para hoje um cerco a S. Bento. Alguns movimentos estão a mobilizar cidadãos com o objectivo de mostrar o seu descontentamento perante um dos piores orçamentos de Estado das últimas décadas. As razões que subjazem o descontentamento são bem conhecidas, transversais a uma grande parte da sociedade portuguesa e não podem deixar de ser passíveis de compreensão.
Depois de avanços e recuos, de um clima de grande indefinição, a única certeza parece estar relacionada com dureza extrema que o documento vai ter na vida da classe média.
Entretanto, o pais está em suspenso. O clima é tudo menos propício para os negócios, para a actividade económica e para a sobrevivência de uma boa parte dos cidadãos. Muito está a ser posto em causa por este orçamento. Não é de espantar pois que alguns cidadãos procurem formas mais incisivas de mostrar o seu descontentamento. Este Governo governa para quem? E talvez se comece a colocar outra questão: este Governo governa em nome de quem? A legitimidade democrática conferida pelo voto não é carta branca para todo o tipo de atropelos.

Sem comentários: