sexta-feira, 20 de julho de 2012

Manifestações em Espanha

As manifestações de descontentamento face às políticas de austeridade, com especial incidência nas últimas anunciadas pelo Governo de Mariano Rajoy têm sido recorrentes em Espanha. Ontem tiveram lugar oitenta manifestações, com milhares de Espanhóis a contestaram a austeridade.
As medidas anunciadas por Mariano Rajoy, como contrapartida ao resgate à banca, são onerosas para os Espanhóis e contraproducentes para a economia do país, exemplos de países que seguiram as mesmas políticas, cometeram os mesmos erros, não faltam.
De resto, a aplicação de medidas de austeridade que tem contado com a resignação dos cidadãos, embora a Grécia tenha dado exemplos em sentido contrário, será mais difícil no caso espanhol. Como exemplo diametralmente oposto temos o caso português onde se mistura a resignação e o desinteresse, resultando num estado de apatia ou até de rejeição da realidade verdadeiramente patológico.
Perante o retrocesso social a que temos assistido, muito em particular no último ano, a resposta dos Portugueses tem sido nula ou através de uma anuência subserviente. É por demais evidente que qualquer mudança virá forçosamente de fora do país.

Sem comentários: