sexta-feira, 25 de maio de 2012

Liberdade de expressão

É indubitável que por cá a liberdade de expressão está longe de ser valorizada, até mesmo por aqueles que a deveriam proteger: os tribunais. Como se explica então, numa pretensa democracia, a decisão de apagar os comentários num blogue que se insurgiu contra práticas abjectas de uma empresa? A publicação de uma denúncia de fraude na contratação por parte de uma empresa de trabalho temporário passou para segundo plano. O que interessa é salvaguardar o bom nome da empresa e abafar quaisquer críticas.
A explicação para estas anormalidades passa por essa fraca valorização que se dá à liberdade de expressão. Assim como pouco ou nada valorizamos tudo o que esteja vagamente relacionado com a cultura.. Ora, afogados nesta pequenez de espírito, dificilmente conseguiremos sair do atoleiro de problemas em que estamos metidos.
Existe uma multiplicidade de razões que explicam o atraso desta nossa terra. Não tenho dúvidas que a nossa incessante desvalorização da democracia e da cultura, encarada por muitos como sendo um sorvedouro de dinheiros públicos, aliadas à nossa estreiteza de espírito explicam muito do que se tem passado neste país nas últimas décadas - para não ir mais longe.

Sem comentários: