segunda-feira, 5 de março de 2012

As chatices de Passos Coelho

Há quem diga que são muitas, designadamente por não ser fácil desempenhar-se o cargo de primeiro-ministro num contexto difícil como é o actual. E agora os ministros das Finanças e da Economia discutirem quem tem nas suas mãos as últimas migalhas do QREN. O Jornal "I" adianta mesmo que o ministro da Economia estará de saída.
As chatices de Passos Coelho devem agora englobar as crispações entre os membros do seu Governo. Não será fácil gerir estas crispações e atenuá-las, mas todos confiamos na capacidade de liderança do primeiro-ministro, tal como confiamos na sua capacidade de delapidar os Portugueses e o país. Já confiámos na sua capacidade para vender o que resta do país a Chineses e afins, não será seguramente agora por causa dos egos dos seus ministros, que o Governo vai sofrer qualquer abalo. Aliás, este Governo, segundo as sondagens, conta ainda com o apoio inequívoco de muitos cidadãos.
Por conseguinte, não será um episódio entre ministros por causa das últimas migalhas que poderá por em causa o Executivo liderado por Pedro Passos Coelho.
Tudo será sanado no breve prazo, a bem de Portugal e dos Portugueses. Afinal de contas, é preciso continuar o trabalho de se aniquilar o Estado Social e cercear os direitos de quem trabalha; é preciso continuar no rumo do empobrecimento; é fundamental continuar-se o trabalho de vender o país aos pedaços. E não será uma chatice entre comadres que vai pôr em causa os objectivos supremos do Governo.

Sem comentários: