sexta-feira, 13 de janeiro de 2012

Valor de mercado

O ex-ministro Eduardo Catroga e negociador do vergonhoso memorando da Troika tem-se em alta conta. Não há outra forma de dizer isto. Analise-se - e para tal não é necessária grande atenção - as declarações do ex-ministro nas últimas semanas, em particular desde que foi escolhido para ingressar a equipa da EDP por uma módica quantia.
Quanto à promiscuidade patente nestas escolhas, o primeiro-ministro já veio a público insurgir-se contra essa possibilidade. Afinal de contas, o primeiro-ministro não vê qualquer tipo de problema na escolha dos accionistas, nem tão-pouco na sua escolha para as Águas de Portugal. O facto de todos os envolvidos terem cartão do PSD é mera coincidência. Como foi no passado com os cartões do PS:
Não restam quaisquer dúvidas que o país é dominado pelas pessoas do costume que fazem o seu percurso profissional da forma do costume, passando invariavelmente por partidos políticos. Aliás esta parece ser a única forma de se conseguir ascender socialmente
Estas e outras situações como as propostas em sede de concertação social do patronato numa perspectiva de acentuada desvalorização laboral vão contando com a passividade dos cidadãos que ou acreditam nada poder fazer ou, por outro lado, crêem que nada deve ser feito. A verdade é que o valor de mercado de cada sobe em proporção da sua importância política. O valor de mercado de uns e de outros afastam-se cada vez mais no mesmo país: uns tentam sobreviver com 485 euros ou, em situações cada vez mais frequentes, com quase nada; outros têm um valor de mercado assinalável: 45 mil euros. Isto no mesmo país.

Sem comentários: