sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Partidos políticos

Sejamos realistas: os actuais partidos políticos, para além de não apresentarem soluções viáveis para a resolução dos problemas que assolam o país, fazem cada vez mais parte do problema. Deixaram há muito de ser a solução.
Preocupados com a distribuição de lugares, transformados em centros de emprego para privilegiados, meros intermediários em negociatas ou reféns de ideologias caducas, os partidos políticos com representação parlamentar abdicaram por completo por aquilo que deve ser o objectivo da política: a salvaguarda do bem comum. Os espectáculos proporcionados por esses partidos no Parlamento não são dignos, prestando-se muitos deputados a tristes figuras deles próprios.
Pelo o caminho, a democracia portuguesa sai todos os dias prejudicada e enfraquecida. Entre queixumes exasperantes e um imobilismo incompreensível, o país é arrastado por partidos políticos afundados na inépcia e na satisfação de interesses mesquinhos. Até quando?

Sem comentários: