quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O discurso de Khadafi

Perante o discurso de duas horas do líder Líbio Muamar Khadafi, ficamos com a sensação de que a revolta na Líbia pode-se tornar ainda mais sangrenta. Os adjectivos utilizados pelo líder Líbio para caracterizar os seus opositores, a rejeição de qualquer saída do cargo e o recurso a palavras como "mártir" não deixam antever uma solução fácil para aquele país africano.
A saída pacífica de Khadafi parece absolutamente impossível. Os opositores ao regime parecem dispostos a continuar a sua luta. O resultado desta equação dificilmente será outra coisa que não sangrento. Acresce a esta situação a instabilidade do próprio líder Líbio que tantas vezes teve comportamentos que raiaram a insanidade.
Entretanto, a evolução dos acontecimentos na Líbia parece ser uma verdadeira incógnita. Todavia, há algumas certezas: não há uma solução pacífica para o problema; o petróleo vai continuar a subir e o povo Líbio não parece disposto a abdicar da sua luta. Como já aqui foi sublinhado, não podemos deixar de enfatizar a legitimidade das ambições do povo Líbio, como o fizemos com o povo Tunisino, Egípcio e outros povos do Magrebe e do Médio Oriente.

Sem comentários: