sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Sindicatos Unidos

As recentes medidas de austeridade do Governo redundaram numa união atípica das duas centrais sindicais portuguesas. A greve marcada para dia 24 de Novembro será a grande oportunidade para estas duas centrais sindicais juntamente com os trabalhadores mostrarem o seu descontentamento.
O PEC III apresentado pelo Governo dá um contributo significativo para o retrocesso do bem-estar social, em particular dos que trabalham. E mais ainda: a austeridade redunda inevitavelmente num abrandamento do crescimento económico, sendo que muitas previsões apontam mesmo para a forte possibilidade da economia portuguesa entrar em recessão. Consequentemente, o ano que se avizinha colocará crescentes dificuldades a muitos Portugueses.
Importa ainda referir que as medidas agora anunciadas pelo Governo e que se traduzem no corte de salários dos funcionários públicos e no aumento de impostos, entre outras medidas, poderão revelar-se insuficientes.
Com efeito, a união entre as duas centrais sindicais é compreensível, assim como se compreendem as razões que levarão seguramente muitos portugueses a mostrarem o seu descontentamento.

Sem comentários: