quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Esquecimentos

Há esquecimentos difíceis de compreender. As várias bancadas parlamentares ainda não responderam ao apelo do Presidente da Assembleia da República, Jaime Gama, para apresentarem propostas para a redução do salário dos políticos e de membros de gabinete. Convenientemente parece não haver vontade de acelerar a elaboração e apresentação de tais propostas.
As circunstâncias não são certamente as mais favoráveis para uma classe política que mais não faz do que se olhar ao espelho, obcecada consigo própria. Ou seja, a imagem dos políticos tem sofrido uma acentuada degradação e nem isso parece incomodar os mesmos. Tudo se torna ainda mais complicado num contexto de crise em que se pedem incessantes sacrifícios a um povo depauperado.
Ora, estes esquecimentos têm consequências nefastas para a própria democracia e dão razão a tantos cidadãos que não escondem o seu desagrado sempre que se fala em política. Estas circunstâncias são amiúde o palco ideal para o aparecimento e crescimento do populismo, não raras vezes instrumentalizado por ideologias extremistas.

Sem comentários: