quinta-feira, 20 de maio de 2010

Quantos meses tem um semestre?

A resposta é evidente para todos, menos para o Governo cujo primeiro-ministro falava em aumentos para os portugueses que pagam IRS a partir do segundo semestre, mas afinal o semestre começa, para o Governo, no dia 1 de Junho. A ideia é “apanhar” os subsídios de férias. E embora a inépcia seja uma característica sempre presente nos últimos anos, o Governo sabe muito bem quantos meses tem um semestre.
As medidas de austeridade do PEC II têm sido apresentadas de modo fraccionado e os vários membros do Governo entram constantemente em contradição com os seus colegas de Governo e não raras vezes o que dizem hoje é contrário do que disseram ontem. A grande questão é que o Executivo de José Sócrates tenta apressada e atabalhoadamente aplicar medidas que resultem em receitas imediatas.
Essa pressa na aplicação de medidas é consequência directa de anos consecutivos de excessos, de falta de visão estratégica e da ausência de um modelo de desenvolvimento económico-social que não esbarre no constante empobrecimento do país. Essa pressa é consequência da megalomania e do esbanjamento que faz escola neste país e que não cessa nem com a mais profunda das crises porque enquanto se conseguir ir buscar receita fiscal, pouco se muda no lado da despesa.
Um semestre que deveria ter seis meses passa, sob governação socialista, a ter sete. E se para o aumento da receita fiscal for necessário mudar o significado da palavra “semestre”, que se mude. Afinal é apenas uma questão semântica.

2 comentários:

HP disse...

A resposta varia consoante o imposto onde vai ser aplicada a sobretaxa. Se o imposto é o IVA o semestre tem 6 meses, como é normal! Se o imposto é o IRS o semestre já tem 7 meses, para apanhar 9 ordenados (7 ordenados mais os 2 subsídios) do "Zé Tuga". Parabéns a todos os portugueses que reencaminharam o Zé para o poleiro.

HP disse...

Parece que afinal o Conselho de Ministros acha que o semestre é de 7 meses para as sobretaxas de todos os impostos. :(
http://aeiou.visao.pt/governo-confirma-aumentos-a-partir-de-1-de-junho=f559992