quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Licenciatura de Sócrates na campanha eleitoral

O assunto da licenciatura de Sócrates, não tanto pelo grau académico, mas antes pela forma pouco transparente como ela foi obtida é uma questão que tem toda a pertinência, mas não será porventura agora o momento para se discutir este assunto. O líder da JSD, Pedro Rodrigues, acredita que não, e que este é um momento tão bom como outro qualquer para se falar da licenciatura do primeiro-ministro. Infelizmente para líder da JSD, a esmagadora maioria das pessoas está mais preocupada com o desemprego, com a justiça, com a saúde do que propriamente com as polémicas em torno da licenciatura de José Sócrates.

É certo que as circunstâncias em que o Eng. Sócrates tirou a sua licenciatura nunca foram, para alguns, cabalmente esclarecidas, pese embora a justiça ter dado o esclarecimento que muitos consideraram possível, mas também é verdade que a 10 dias das eleições os assuntos que devem ser levantados por quem se candidata às legislativas deveriam ser de outra natureza.

Reconheça-se, de resto, que é muito mais fácil falar da licenciatura do primeiro-ministro do que discutir, de forma mais concreta e menos genérica, as propostas que foram pensadas para resolver o problema do pais. Mais uma vez saem os portugueses a perder e a qualidade da classe política cujos intervenientes oscilam entre o chico-espertismo e a mais completa escassez de ideias.

Sem comentários: