terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Portugal: um destino popular

Esta é uma forma de descrevermos o nosso país como destino popular, num contexto de turismo. Mas desde que ministro português dos Negócios Estrangeiros, Luís Amado, decidiu mostrar a disponibilidade portuguesa para o acolhimento de presos de Guantánamo que os presos desta base militar escolhem Portugal como o seu destino preferido. Este artigo que parece começar com laivos humorísticos é, pelo contrário, muito sério. Não, não se trata de uma brincadeira - Portugal é mesmo um dos destinos mais populares de Guantánamo.

Com efeito, o jornal Público tem um artigo sobre a popularidade do nosso país entre os presos de Guantánamo. Pena ainda não termos ouvido o ministro sobre esta surpreendente popularidade que certamente vai contribuir para aumentar a auto-estima nacional.

E embora eu tenha vindo a criticar, com particular veemência, as ilegalidades cometidas naquele campo de prisioneiros e os constantes atropelos aos direitos humanos, não vejo a lógica de Portugal acolher presos que foram detidos ilegalmente, muitos sofreram torturas, quando o problema foi criado pela Administração cessante. O problema não é nosso para resolver. E mesmo à luz da lei, qual vai ser o estatuto destes prisioneiros? Enfim seja como for, Portugal é o destino mais popular entre os prisioneiros de Guantánamo - o que não deixa de ser difícil de assimilar.

Sem comentários: