quarta-feira, 19 de novembro de 2008

A ironia dos "6 meses sem democracia"

O discurso de Manuela Ferreira Leite, proferido num encontro com militantes do PSD, correu manifestamente mal. A polémica frase foi imediatamente aproveitada pelo PS para criticar a Presidente do maior partido da oposição. Toda a celeuma levantada em torno das declarações de Ferreira Leite serão, em muitos casos, exageradas. Contudo, se com a frase Ferreira Leite pretendia criticar o Governo, o tiro saiu completamente ao lado.
As declarações da Presidente do PSD vêm novamente pôr em evidência as claras dificuldades de comunicação de Manuela Ferreira Leite. Primeiro foi o silêncio, depois as meias frases e agora surgem os discursos carregados de ambiguidades. Em política a falta de clareza no discurso e a ausência de projectos podem ser fatais. E por muita credibilidade que a actual Presidente do partido tenha, por muito bem que tenha exercido os diferentes cargos que ocupou, o país quer uma alternativa ao partido do Governo, e na ausência dessa alternatva, dessa clarificação, ganha o partido do Governo.
As declarações de Manuela Ferreira Leite serão profusamente discutidas nos próximos dias. O Prof. Marcelo de Sousa já veio pôr alguma água na fervura, mas noutros quadrantes políticos e até mesmo no seio do próprio partido de Ferreira Leite as críticas vão pulular.
Não acredito, de resto, que a líder do PSD tivesse feito aquelas afirmações contra outra intenção que não fosse criticar o Governo, recorrendo a alguma ironia. Parece-me que a crítica de Ferreira Leite pretendia também relembrar a apetência que o Governo tem para ser pouco democrático - exemplos de falta de sensibilidade democratica no seio do Governo não faltam. De igual modo, o ímpeto reformista do Governo contra tudo e contra todos terá levado a Presidente do PSD a falar naqueles termos. Parece-me evidente que Ferreira Leite estaria a insinuar que 6 meses sem democracia, com a possibilidade de fazer todas as reformas, seria ouro sobre azul para o Governo. A mensagem, porém, não foi clara, e agora Ferreira Leite terá que fazer face à chuva de críticas que recaem sobre as suas declarações. Um esclarecimento poderá ser essencial para encerrar mais esta polémica.

Sem comentários: